Os resultados das eleições nas cidades em que houve segundo turno ratificam o que já se sabia desde o dia 2 de outubro, data da votação do primeiro turno: o #Partido dos Trabalhadores (#PT) acabou.

Mal nas capitais, ruim na região paulista do ABCD e péssimo no cenário. Este foi o PT nas eleições municipais de 2016.

Geral

Em 2012, o PT elegeu 630 prefeitos em todo o Brasil. Na lista dos partidos que mais elegeram mandatários municipais, ficou atrás apenas de PMDB, que venceu em 1.015 cidades, e PSDB, que elegeu prefeito em 686 localidades.

Neste ano, porém, a situação mudou radicalmente para o partido de Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade
Publicidade

O PT elegeu prefeito em apenas 256 cidades, queda de 59,4% em relação a 2012.

Da terceira posição entre os partidos, o PT caiu para a décima posição. Atrás de legendas como PP, PR e PTB. PMDB e PSDB, que se mantêm na primeira e segunda posição, respectivamente, elegeram ainda mais quatro anos atrás.

ABCD

Desde que o PT foi criado, o partido nunca conseguiu eleger prefeito em São Caetano, mas as cidades de São Bernardo, berço do partido, Santo André e Diadema, todas elas no estado de São Paulo, formavam uma espécie de “cinturão vermelho”.

Em Diadema, o Partido dos Trabalhadores governou em seis oportunidades; em Santo André, foram cinco; em São Bernardo, duas vezes. Em 1989, os perfeitos das três cidades eram petistas. Hoje, são dois do PSDB e um do PV. Além de um tucano em São Caetano.

Em Santo André, Carlos Grana alcançou míseros 21,79% dos votos no segundo turno.

Publicidade

Em Diadema, o candidato Maninho ficou na terceira posição e nem foi para o segundo turno.

Grandes cidades

Nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o Partido dos Trabalhadores tinha 17 prefeitos em 2012. Este ano, elegeu apenas um. Marcus Alexandre foi eleito prefeito em Rio Branco, capital do Acre, no primeiro turno.

A eleição de Alexandre foi a única do PT nas 26 capitas brasileiras. Neste domingo (30), João Paulo foi derrotado no Recife, única capital a que o PT concorria no segundo turno.

Em São Paulo, João Dória (PSDB) foi eleito ainda no primeiro turno, deixando o atual prefeito Fernando Haddad (PT) a ver navios. #Eleições 2016