Neste domingo, 02, aconteceram as #Eleições municipais em todo o país. O pleito também foi recheado de várias surpresas, como a votação em São Paulo. Na maior cidade do país, Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), acabou perdendo a hegemonia e se despedirá no dia 31 de agosto do posto de gestor da cidade, não conseguindo a reeleição. João Dória, do PSDB, que nas pesquisas chegou a aparecer na quinta colocação, acabou ultrapassando todos os candidatos e foi o primeiro prefeito eleito no primeiro turno em São Paulo. O clima do #PT na região, é claro, acabou sendo de consternação. 

À noite, durante a cobertura da derrota, a repórter da Globo News Andréia Sadi foi expulsa do comitê municipal do PT.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do site da Revista Veja, que divulgou apenas o que foi visto na televisão, a própria Globo News confirmou uma confusão nos bastidores. Andréia foi vítima de provocações, que começaram logo depois da repórter, que costuma cobrir os bastidores de Brasília, trazer informações ao vivo do Comitê Municipal da legenda que um dia colocou dos nomes na presidência, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva. 

A jornalista estava preparada para entrar ao vivo na coletiva do candidato Fernando Haddad e disse que a legenda estava triste com a derrota e com a vitória de João Dória ainda no primeiro turno. No momento em que a jornalista entrava ao vivo, acabou sendo possível ouvir os apoiadores de Haddad gritando "golpistas". Ainda no ar, a ex-apresentadora da Globo News, Christiane Pelajo, acabou comentando o que aconteceu com a profissional de sua equipe.

Publicidade

Ela disse que Sadi teve que sair do local por motivos de segurança. 

As primeiras informações dão conta que a repórter e o cinegrafista do canal não teriam sido agredidos fisicamente. Nas redes sociais, mutia gente criticou o PT e disse que o ato era uma censura. No Twitter, a estudante Amélia Buarque, que não informa a idade e a região em seu perfil, escreveu: "agora a derrota também deve estar sendo criticada à Globo, chamada de golpista". Outros perfis também se pronunciaram.