O ex-deputado #Eduardo Cunha, do PMDB-RJ, além de estar preso na carceragem da PF - Polícia Federal, na capital do Paraná, Curitiba, tem sido um dos pivôs no que alguns chamam de “nova República”, depois que o atual presidente Michel Temer assumiu o poder no Planalto Central. Se é encenação ou não, como alguns acreditam, para se chegar finalmente na detenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fato é que a prisão geralmente não agrada a ninguém, e isso não é diferente com Cunha que demonstrou consternação com a citação, pela Operação #Lava Jato, do nome de Felipe Dytz da Cunha, seu filho. 

O oceano de corrupção parece ser tão vasto e profundo que, na ocasião em que a Lava Jato solicitou a detenção de Eduardo Cunha, a mesma já tinha conseguido determinar com precisão que os grupos empresariais pertencentes ao executivo Henrique Constantino, um dos proprietários da companhia Gol Linhas Aéreas, haviam pago propinas ao ex-presidente da Câmara, dinheiro ilícito esse que foi desviado à empresa Jesus.com, pertencente a Eduardo e à sua atual mulher, a jornalista Claudia Cruz, e também à GDAV, de Felipe e Danielle Dytz da Cunha, a primeira filha de Cunha. 

Só para resumir, a empresa Jesus.com chegou a receber a injeção de capital na casa de 5 milhões de reais no ano de 2012.

Publicidade
Publicidade

O dinheiro, fruto da #Corrupção, que foi transferido para a GDAV no ano de 2015, totaliza a bagatela de 1 milhão de reais. O objetivo mais imediato nesse momento da Procuradoria é tentar descobrir o real motivo pelo qual Constantino e suas empresas do segmento de transporte teriam transferido valores ilegais para as empresas da família Cunha. Seria, talvez, a tentativa de usufruir de medidas político-administrativas por parte do peemedebista. A Gol Linhas Aéreas comunicou que abriu uma apuração de caráter interno para apurar melhor os fatos. 

Conforme fontes próximas ao ex-deputado, Cunha ficou muito abalado com a possibilidade da prisão do seu único filho homem, Felipe Dytz da Cunha. A título de informação, Felipe, Camila e Danielle são frutos do primeiro casamento de Cunha. Bárbara é filha de Cunha com Cláudia Cruz, sendo que essa última era mãe de Gabriela Amorim, a quem tem Cunha como pai. 

Enfim, o resumo desse contexto trágico no qual o Brasil está mergulhado é que outros parlamentares na ativa acreditam que a prisão da família direta de Eduardo pode vir a facilitar que o mesmo faça delações premiadas admitidas pela Justiça.

Publicidade

Por outro lado, os mais íntimos de Cunha revelaram que o carioca irá colaborar com a Justiça, até mesmo por que contratou os serviços do advogado Marlus Arns, intermediador de outras delações premiadas de réus da Lava Jato. 

Lamentavelmente, ao se fazer um plágio do que foi escrito pelo dramaturgo inglês William Shakespeare, na peça de teatro Hamlet, pode-se dizer que “tem algo de podre no Reino do Brasil”.