Neste domingo, 02, os candidatos e eleitores foram votar em todo o país. Não foi diferente no Rio de Janeiro, uma das capitais onde as pesquisas apontavam uma das disputas mais acirradas. O debate eleitoral na região acabou tendo, na TV Globo, oito candidatos diferentes. Um dos que esteve no debate e decidiu registrar o seu voto, nele mesmo para prefeito, foi Flávio Bolsonaro, representante do PSC. Ele foi até uma zona eleitoral localizada no bairro de Vila Isabel, quando passou por uma grande momento de constrangimento. 

Ao lado do pai, o deputado federal Jair Bolsonaro, ele foi xingado de 'fascista' por populares, que também aguardavam no local para registrarem seus votos.

Publicidade
Publicidade

O xingamento aconteceu no momento em que Flávio dava uma entrevista para jornalista, na qual acabou reafirmando que está muito confiante para ir para o segundo turno. Para ele, existe uma "expectativa excepcional” devido ao corpo a corpo com os eleitores nos últimos dias. Ele disse que está sendo muito bem recebido nas ruas. No entanto, o que se viu na seção eleitoral foi xingando Flávio.

De acordo com informações do site da 'Revista Veja', o candidato acabou sendo xingado de 'fascista' por uma mulher que passava perto do local de votação. A eleitora, no entanto, preferiu não ter o nome identificado. Apesar dela não falar o seu nome, a mulher acabou sendo acompanhada por outras pessoas que iam votar. Elas fizeram acusações de que Flávio seria racista. Quem não gostou muito das acusações contra o político foi o pai dele, que ficou visivelmente incomodado. 

"É muito cedo para vocês já terem fumando maconha estragada" disse Bolsonaro, que ainda fez gestos simulando pessoas que usam a droga e entram em uma espécie de "barato".

Publicidade

Segundo o Ibope e o Datafolha, Bolsonaro aparece com 8% das intenções de votos no Rio de Janeiro. Ele disputa como uma espécie de azarão com outros nomes, como Pedro Paulo (PMDB), Marcelo Freixo (PSOL) e Índio da Costa. Marcelo Crivella (PRB) aparece como garantido no segundo turno.  #Eleições