Em Goa, na Índia, onde participa da VIII Cúpula dos #Brics, o presidente da República, Michel Temer, se comprometeu a não aumentar #Impostos no Brasil. Ele colocou que a PEC 241, que estabelece um teto de gastos para os três poderes, serve, dentre outras coisas, para evitar a necessidade de algum outro tipo de tributação.

Temer deu essas declarações durante um almoço organizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e negou com veemência a possibilidade de aumentar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), que interfere no preço da gasolina. Alguns especialistas da área econômica ventilaram esse aumento em razão do anúncio da Petrobras de que reduzirá o preço do diesel e da gasolina.

Publicidade
Publicidade

"Neste momento, não temos previsão de aumento de tributação de nenhuma espécie. Quando o nosso governo pensou na PEC que estabelece o teto de gastos, pensamos justamente para evitar novas tributações. Vocês lembram que, durante um bom período, falou-se na volta da CPMF. A todo momento essa história retornava. Vamos tentar evitar o quanto for possível novas tributações", disse Temer.

Com a nova política de preços da Petrobras, a gasolina reduz seu valor em 3,2% nas refinarias e o diesel, 2,7%. A redução incide nas vendas em atacado para os postos de gasolina, que definem individualmente como isso afetará no bolso do consumidor. #Michel Temer