O atual prefeito, Fernando Haddad (PT), e o prefeito eleito, João Doria (PSDB), realizaram nesta sexta-feira (7) a primeira reunião de transição da gestão petista para a tucana na Prefeitura de São Paulo. Haddad reiterou que sua equipe estará a disposição do novo grupo para realizar um transição "exemplar", enquanto Doria preferiu chamar de "histórica".

A transição das gestões será feita em duas etapas. A primeira contará com a presença do "núcleo duro" da Prefeitura, as secretarias de Governo,  Gestão, Finanças e Negócios Jurídicos, e deve ser encerrada ainda em outubro, O segundo momento, durante os meses de novembro e dezembro, será realizada pelos outros 27 setores.

Publicidade
Publicidade

Segundo o prefeito Haddad, o fim da sua gestão será acompanhada pela equipe de Doria, para que "não acha nenhum problema de solução de continuidade". Porém, o petista deixou claro que ainda é o prefeito, e que o tucano não terá o direito de influenciar nenhuma decisão até o momento que assuma formalmente a Prefeitura de São Paulo em 1º de dezembro.  #João Dória #Dentro da política #Fernando Haddad