No final da semana passada, uma força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF), em conjunto com a Polícia Federal (PF), em apuração do esquema fraudulento de #Corrupção da Petrobras, localizaram indícios que vinculam o ex-presidente Lula a uma mansão em Punta Del Este, ou seja, #Lula pode ser o proprietário de uma das mais belas casas situada em área nobre, na cidade do Uruguai.

Em uma publicação do site "Noticiasaominuto", esclareceu-se que as investigações tiveram início ainda no mês de agosto. Com efeito, os indicadores apresentaram possibilidades que podem confirmar a titularidade da mansão ao patrimônio de Lula.

De forma hipotética, o conluio pode ser semelhante ao embaraço do tríplex no Guarujá e o sítio em Atibaia, no estado de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Além disso, suspeita-se que a cobertura em que o petista ocupa em São Bernardo do Campo/SP tenha sido adquirida com facilidades ilícitas,  elencadas ao rol de investigação da Operação #Lava Jato.

O que chamou a atenção dos investigadores da PF foi justamente com relação ao registro da propriedade, que por sua vez, constam nomes de "empresários/amigos", a mesma tática utilizada anteriormente, nos bens/imóveis que outrora foi mencionado. No entanto, a mansão em Punta Del Este não há nenhum titular que responde pelos demais, ou seja, são vários colegas donos da mesma residência.

A PF observou ainda que foi utilizada a nomenclatura "offshore". Entre os proprietários está o executivo "Alexandre Grendene Bertelle", o qual administra a "indústria de calçados Grendene". Bertelle tem pelo menos mais de "sem-número de casarões", no Uruguai, além de se enquadrar ao grupo de acionistas "bem-sucedidos do Hotel e Cassino Conrad".

Publicidade

A mansão possui a extensão de 7,5 mil metros quadrados, com localização em Calle Timbó, popularmente conhecida como Villa Regina. A propriedade está avaliada em US$ 2 milhões, de acordo com o mercado imobiliário local. 

A reportagem declarou que os assessores do petista informaram que não há registro de nenhum imóvel no exterior de propriedade de Lula, até porque, o seu patrimônio somente acolhe bens da cidade de "São Bernardo do Campo", os quais estão "devidamente declarados".

A Grendene é uma empresa brasileira que alcançou vários empréstimos patrocinados pelo BNDES (Banco de Desenvolvimento Econômico e Social), com valores estimados em R$ 3 bilhões. Esses grupos empresariais já estão sendo investigados pelo órgão do MPF (Ministério Público Federal), da cidade de Novo Hamburgo (RS).

Para melhor dedução, a fusão da Vulcabrás com a Grendene foi contraído com o Banco de Desenvolvimento a quantia de R$ 314 milhões. Outro empréstimo que também foi sinalizado devido o valor, aconteceu em 2008 quando os irmãos Alexandre e Pedro Grendene, envolveram-se em uma negociação para instalar "usinas de açúcar e álcool", o projeto superou a estimativa de R$ 1,7 bilhão oriundos de providencias financeiras do governo.

Publicidade

Foi a Grendene que patrocinou ao custo de R$ 10,8 milhões o filme: "Lula, o filho do Brasil", uma apresentação sobre a vida do ex-presidente, com a direção de Fábio Barreto. O empresário também participou da colaboração do programa social "Fome Zero", referencia mundial no governo petista.

Um dos assessores da própria empresa Grendene, avaliou as acusações como inverídicas e concluiu afirmando que, não existe o comentário sobre a empresa ser o "testa-de-ferro" de Lula no Uruguai.