Uma mãe #negra recebeu um bilhete da escola um tanto quanto constrangedor, e se não, com grande teor preconceituoso, enviado pela própria professora da garota, que ao invés de enviar uma carta para os alunos que a agrediam verbalmente com essas calúnias, acabou agindo com conivência aos garotos do bullying

Na carta enviada pela professora essa semana, ela dizia para mãe da garota que não havia necessidade de passar tanto olho de coco nos cabelos, mesmo sendo um produto de muita importância para beleza dos cabelos #negros. Não havia necessidade de passar tanta quantidade do liquido, pois o mesmo exalava um odor forte que incomodava os alunos, segundo consta na carta na imagem desse artigo.

Publicidade
Publicidade

A Mãe compartilhou a carta enviada pela professora nas redes sociais e obteve um retorno enorme e imediato, milhares de pessoas em todo mundo escreveram comentários e milhares compartilharam, apoiando a família dessa menina negra. Todos se comoveram com a ousadia dessa profissional "letrada" e "estudada" em enviar um pedido desses ao invés de atuar contra esses meninos que ali estavam praticando bullying com a pobre garota.

Em resposta a carta da professora, a mamãe negra, mesmo se sentido ofendida, resolveu dar uma resposta com educação e classe, muito diferente da professora.

Ela disse que todos que reclamam da filha dela naquela sala, deveriam também usar o produto a base de coco, pois assim todos vão sentir a mágica da pele e da raça negra, e assinou assim: Mãe Negra, sem desculpas. E ainda acrescentou: "Ps.

Publicidade

Olho de Coco não fede.".

Em um segundo postagem no facebook, a família relatou a verdade sobre a situação;

Após enviar essa carta de resposta para a professora, o pai se dirigiu a escola para conversar com a direção e pedir maiores explicações, pois tudo levava a crer que a garota estava sofrendo bullying e a professora não tinha competência para lidar com a situação. 

E foi aí que o caso teve uma revira-volta, e descobriram que ninguém reclamava da menina, muito menos de seus cabelos, a única pessoa que estava reclamando era a professora.

Você já sofreu algum preconceito de uma pessoa que deveria dar o exemplo? #Racismo