Nesta segunda-feira (03), o presidente Michel Temer esteve na Argentina em reunião com Maurício Macri para tratar de assuntos estratégicos relacionados à situação das fronteiras dos países vizinhos e à #Política interna do Mercosul.

De Buenos Aires, Temer demonstrou preocupação com o número elevado de eleitores que não compareceram às urnas no domingo (02). Ele revelou, conforme dispõe a publicação do site "Noticias ao Minuto”, que a população brasileira enviou um recado direto aos políticos do país, ou seja, "há uma decepção, sem dúvida nenhuma, com a classe política em geral".

Temer explicou que "não se pode particularizar o partido A ou B.

Publicidade
Publicidade

Temos 35 partidos no país", e continuou revelando que praticamente todos os partidos mencionados apresentaram seus candidatos concorrentes para as prefeituras em todo país, portanto "mesmo assim, a abstenção foi realmente muito significativa".

O presidente ainda acrescentou, segundo a publicação, que a ausência dos eleitores nas urnas foi uma espécie de aviso dado à "classe política brasileira para que reformule eventuais costumes inadequados”. No entanto, destacou que, apesar do ocorrido, as eleições municipais simbolizaram um exercício democrático. "Acho que foi um recado dado pelas urnas em dois vetores", especificou comentando que "o primeiro é: cuidem-se aqueles que estão na classe política" e a segunda análise foi a respeito da comemoração da democracia, a qual foi exercitada no próprio domingo através das urnas.

Publicidade

O peemedebista se despediu da Argentina e direcionou-se junto com a sua comitiva para Assunção, no Paraguai, onde participou com o presidente Horácio Cartes de discursos relacionados aos mesmos temas.

Temer teve um encontro privado com o presidente paraguaio que, logo em seguida, contou com a participação dos ministros José Serra, das Relações Exteriores; Marcos Pereira, da Indústria e Comércio e Serviço; Raul Jugmann, da Defesa; Alexandre de Moraes, da Justiça e Sérgio Echegoyen, da Segurança Institucional.

Depois de acertados todos os detalhes, o último compromisso incluía um jantar, o qual foi oferecido pelo paraguaio. O retorno de #Michel Temer ao Brasil estava previsto chegada durante a madrugada desta terça-feira. O Planalto ainda não divulgou se haverá uma coletiva de imprensa para a exposição dos acordos internacionais. #Eleições