O tempo fechou para o ex-presidente da Câmara e Deputado cassado #Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nesta quarta-feira (19), em Brasília. O Juiz Federal Sérgio Moro, responsável pela Operação #Lava Jato, em primeira instância, determinou a prisão do ex-deputado na terça-feira (18) e a Polícia Federal (PF) cumpriu o mandado de prisão preventiva, na tarde desta quarta-feira. A ação policial também cumpre mandado de busca e apreensão no apartamento do ex-deputado, no Rio de Janeiro. Ao ser cassado no Plenário da Câmara, o parlamentar perdeu o foro privilegiado e passou a ser julgado na Justiça comum.

Eduardo Cunha é acusado de receber propinas provenientes de contratos da Petrobras, na África; corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro na Suíça.

Publicidade
Publicidade

Um dos principais argumentos para a prisão foi de que o ex-deputado oferece risco à instrução do processo e ordem pública.

O deputado foi responsável pelo processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), mas foi abandonado pelo governo de Michel Temer e seus aliados na defesa de seu próprio mandato. No dia 12 de setembro, Eduardo Cunha foi cassado por 450 votos favoráveis e 10 contrários por quebra de decoro, ao mentir sobre a existência de uma conta na Suíça em seu nome.

Cunha preso e internet vai à loucura

Logo que a prisão de Eduardo Cunha foi confirmada, a repercussão tomou conta das redes sociais, chegando a ser o assunto mais comentado no Twitter.

Prisão de Cunha deixa governo em alerta

A prisão de Eduardo Cunha pegou o governo Michel Temer de surpresa. O receio do Palácio do Planalto é que, acuado pela prisão e na defesa de sua família, Cunha não teria nada a perder em fazer uma delação que envolva ministros do atual governo.

Publicidade

Delatores da Odebrecht já delataram ministros Geddel Vieira Lima, Moreira Franco entre outros. Com a prisão de Eduardo Cunha, o PMDB, passa a ser o centro das atenções.

Muitos ainda acreditam que, agora, será a vez de Luiz Inácio Lula da Silva a ser preso pela Polícia Federal. Movimentos sindicais fazem vigília em frente ao apartamento de Lula. #Sergio Moro