Após o término das eleições municipais em todo o país, o #PT (Partido dos Trabalhadores) parece que está fechado para balanço. O resultado das eleições em todo o Brasil não foi nada bom para o partido que esteve à frente da presidência por treze anos, com os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Em relação a todas as legendas, o PT foi o partido que sofreu a pior derrota. Segundo análise feita pelo jornal Folha de São Paulo, o PT teve um retrocesso gigantesco, o partido praticamente voltou há 12 anos no tempo.

Em 2004, após a vitória de Lula nas eleições de 2002, o PT viveu um período de ápice, conseguindo eleger 411 prefeitos.

Publicidade
Publicidade

Em 2012, o partido elegeu 644 prefeitos. Os eleitos foram escolhidos antes que estourasse o escândalo de corrupção do “mensalão”.

Agora em 2016, apenas 256 prefeitos petistas foram eleitos, e apenas sete foram para o segundo turno em suas respectivas disputas. Uma avaliação mais precisa e otimista, indica que mesmo com a vitória desses sete que disputarão o segundo turno, a queda será de 59% em comparação as últimas eleições (2012). Será a maior perda de cargos em comparação com as outras legendas que estavam nas disputa eleitoral.

PT também teve a maior queda de votos em sua história

Um comparativo feito sobre o total de votos recebidos por candidatos do PT em todo o país, também houve um retrocesso, o que retrata a grave crise que o partido se encontra. Há quatro anos atrás, o PT havia recebido 17,2 milhões de votos para prefeitos, na eleição atual, o partido recebeu apenas 6,8 milhões.

Publicidade

Uma queda de 60% em sua totalidade.

O PT também foi diretamente afetado pelas novas regras eleitorais que proibiram que os partidos recebam doações de empresas para fazer campanhas. A medida afetou o lançamento de novos candidatos, devido à escassez de recursos e por consequência, menos candidatos foram lançados para as eleições.

Além de ter que amargar as derrotas e a perda de eleitorado, os petistas tiveram que assistir o verdadeiro salto dado pelo rival PSDB que teve um aumento de 168% de receitas administrativas. Agora o #PSDB comandará 793 prefeituras, um aumento de 92 prefeituras, já que em 2012, o partido tucano comandava 701 prefeituras. Após o término do 2º turno, o PSDB ainda poderá chegar a 812 prefeituras, já que 19 candidatos disputarão o 2º turno.

Em número de votos, o PSDB teve 17,6 milhões, um aumento de 27%, comparado com a última eleição. Uma de diferença de mais de 10 milhões em relação aos votos dados ao PT.

  #Eleições 2016