Com 1.699.888 votos (59,35% do total), o senador #Marcelo Crivella (PRB) foi eleito prefeito do #Rio de Janeiro neste domingo (30). Nome importante da Igreja Universal do Reino de Deus, onde está licenciado como bispo, o político tem uma carreira marcada pela diversidade, atuando como auxiliar de escritório, servidor público, taxista e engenheiro civil por formação. Dez anos de sua vida foram vividos como missionário na África, de onde retornou no começo dos anos 90.

A entrada na vida política aconteceu em 2002, quando foi eleito senador da República. Paralelo ao trabalho no Senado, Crivella atuou como cantor e compositor gospel.

Publicidade
Publicidade

 No ano de 2011 registrou a façanha de ser o único senador do Rio de Janeiro a ser reeleito. Ele ainda foi ministro da Pesca e Agricultura, entre 2012 e 2014, no governo de Dilma Rousseff. No segundo turno, que teve seu final neste domingo, o bispo da Universal conseguiu vencer seu adversário Marcelo Freixo (PSOL) com folga. Freixo teve 1.163.522 votos (40,63%).

Em seus discurso após o resultado das eleições, Marcelo Crivella destacou que a persistência o levou à prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições deste domingo. “Sempre chega a nossa vez quando a gente não desiste”, disse ele a uma multidão de pessoas.  Sua fala é embasada em uma trajetória política que contabilizou quatro derrotas em eleições para o Executivo: a prefeitura carioca  em 2004 e 2008, e o Governo do Estado, nas campanhas de 2006 e 2014.

Publicidade

Ainda no discurso da vitória Crivella disse que sua preocupação é em cuidar das pessoas assim que assumir a prefeitura do Rio de Janeiro a partir de janeiro de 2017. Entre os apoios importantes que recebeu estão nomes como o do ex-governador Anthony Garotinho (PR) e do senador Romário (PSB).

Freixo disse que fará oposição firme a Marcelo Crivella

O candidato derrotado Marcelo Freixo (PSOL) também discursou após receber o resultado das eleições. Ele falou para um grande público na Cinelândia e afirmou que, mesmo perdendo nas urnas, venceu a eleição. Freixo afirmou que o dia é para celebração, porque sua campanha foi a mais bonita do país.

Freixo ainda disse que a vitória é uma questão de ponto de vista. Comentou o fato de, com apenas 11 segundos de tempo no horário político, ter conseguido derrotar o PMDB. O candidato do PSOL deixou claro que os próximos quatro anos serão de luta, de projetos e de uma oposição forte ao governo de Marcelo Crivella na prefeitura carioca. #Eleições 2016