Não é à toa que tem tanta gente querendo uma vaguinha na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal lá em Brasília/DF. São tantas vantagens que, mesmo que a Polícia Federal faça um trabalho de caça aos ratos, vale muito a pena ocupar uma cadeira na casa legislativa brasileira. Ex-senadores e ex-deputados possuem um plano de previdência próprio que paga quase 7,5 vezes mais que a média do #INSS.

Gastos da União

Por ano, a União gasta mais de 160 milhões de reais para o pagamento de 1.170 aposentadorias e pensões de ex-políticos. O mesmo valor pagaria o benefício para mais de 6,7 mil pessoas pelo INSS. O valor médio recebido por um ex-político é de mais de 14 mil reais por mês e eles ainda recebem o repasse dos reajustes feitos nos salários dos parlamentares em exercício.

Publicidade
Publicidade

O teto no INSS é de pouco mais de 5 mil reais, já no Congresso Nacional ele passa dos 33 mil.

Reforma da Previdência - Galinheiro cuidado por Raposas

Eliseu Padilha é ministro-chefe da Casa Civil e é o político responsável por direcionar a reforma da previdência, porém ele já aposentado pela Câmara dos Deputados. De acordo com o jornal Estadão, Padilha recebe mais de 19 mil reais por mês da casa legislativa e ainda tem o salário por ser ministro de mais de 30 mil reais. Procurado pelos jornalistas responsáveis pelo levantamento o atual ministro só afirmou que tem 70 anos e que é aposentado.

Outro Responsável pela Reforma

Na matéria publicada pelo Estadão aparece o nome do Ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, que é o político que vai servir de ponte entre os parlamentares para votarem a reforma, ou seja, é outro responsável pelo processo de reforma da previdência.

Publicidade

Porém aqui reside um outro porém, após cinco mandatos como Deputado Federal, o político recebe mais de 20 mil reais de aposentadoria e ainda acumula o salário de ministro. Geddel não quis responder e nem comentar.

Mudanças Necessárias

Além dos políticos, uma equipe de técnicos está trabalhando na Reforma da Previdência e eles já afirmaram que é necessário mudar as regras da aposentadoria dos ex-políticos, pois caso isso não ocorra o rombo nunca vai se fechar. Uma coisa é certa até agora, a idade de aposentadoria mínima será de 65 anos e é necessário ter contribuído por, no mínimo, 25 anos. #Política #Reforma política