O juiz Sérgio Moro votou neste domingo (02) às 10h30 no Clube Duque de Caxias, em Curitiba, e foi aplaudido pelas pessoas que encontravam-se no local. Orgulhosas de verem o juiz responsável pela investigação e prisão de vários suspeitos na "Operação Lava Jato", as pessoas presentes fizeram questão de demonstrar apoio para que Moro continue trabalhando no intuito de livrar o país da corrupção.

Sérgio Moro mora próximo ao local onde votou, no bairro Bacacheri, e costuma ir ao Clube Duque de Caxias para correr quase que diariamente, já que é sócio. A imprensa logo cercou o magistrado em busca de alguma declaração, mas ele preferiu não dizer nada.

Publicidade
Publicidade

Uma das pessoas presentes gritou: "Ele é um homem digno".

Os jornalistas foram ousados e perguntaram a Moro para quem seria seu voto e ele apenas respondeu que o voto é secreto, sendo simpático com todos que ali se encontravam. Seu voto foi rápido, durou cerca de 10 segundos, e na saída recebeu o carinho e o apoio dos demais eleitores presentes. As pessoas que votaram antes, ao ver a chegada dos jornalistas, ficaram curiosas para saber qual o famoso que estaria ali e, quando perceberam que se tratava do juiz, fizeram questão de esperar por ele, na esperança de cumprimentá-lo e até mesmo fazer uma selfie.

Ao chegar para votar, Moro surpreendeu a todos, pois não estava usando o terno, como é sempre visto no dia a dia. Estava com um look despojado, óculos escuro e chamou a atenção principalmente pelo boné vermelho.

Publicidade

Já o ex-presidente #Lula não foi tão feliz assim no momento da votação. O petista compareceu às 11h30 na Escola Estadual José Firmino Correia de Araújo, em São Bernardo do Campo, e foi vaiado pelos eleitores presentes, mas também teve aqueles que o apoiaram. Ao deixar o local, os jornalistas perguntaram a ele o que tinha achado de ser vaiado no momento da votação e Lula respondeu que não ouviu as vaias, apenas os aplausos.

Lula admitiu que o PT passa por uma crise, mas que vai reagir e conseguirá sobreviver à "guerra contra a imprensa". #Eleições 2016 #Sergio Moro