Foi na sexta-feira (21) que tudo começou. A #Polícia Federal por meio de uma operação que chamou por "Métis" acabou prendendo 4 policiais do legislativo, suspeitos de estarem atrapalhando nas investigações da #Lava Jato. Ocorreu que estes policiais estavam fazendo varreduras nas dependências de senadores que solicitavam para descobrir se havia algum grampo telefônico (que a própria Polícia Federal poderia ter colocado).

#Renan Calheiros não gostou nada da ação ter acontecido e entrou logo em ação. Em entrevista coletiva concedida na segunda-feira (24) o presidente do senado chegou a chamar o Juiz responsável pela operação de "juizeco" e que não permitiria que a operação prosseguisse.

Publicidade
Publicidade

Nesta quinta-feira (27) o ministro Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal, suspendeu através de uma liminar (que é uma decisão provisória) a operação da Polícia Federal, fazendo assim com que os 4 policiais que estavam presos suspeitos de atrapalhar nas investigações, fossem soltos.

O motivo de tal decisão foram alegações de Antônio Tavares, também um dos policiais do senado que estava sob investigação da Policia Federal. Antônio, recorreu dizendo que esta ação foi realizada por meios ilegais e que não tinha a liberação do Superior Tribunal Federal.

A defesa de Tavares, argumentou que a Polícia Federal só havia conseguido realizar tal ação, por intermédio do Juiz Vallisney Souza Oliveira que ultrapassou o que cabia ao Supremo Tribunal Federal decidir, sendo assim uma maneira ilegal de realizar operações.

Publicidade

Por causa disso, Teori percebeu que poderia assim conceder a liminar, visto que o Juiz estaria invadindo competências do STF.

"Diante da relevância dos fundamentos da reclamação, é de se deferir medida liminar para que esta Suprema Corte, tendo à sua disposição o inteiro teor das investigações promovidas, possa, no exercício do mandamento constitucional, decidir acerca da usurpação ou não de sua competência, bem como sobre a legitimidade ou não dos atos até agora praticados." Teori Zawaski - Ministro do Supremo Tribunal Federal.