Ricardo Lewandowski, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (#STF), deu discurso em um evento da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), na Bahia. O ministro falou para vários juízes e deu uma grande relevância para o aumento do salário dos magistrados.

De acordo com o ministro, os juízes devem pedir reajuste de salários sempre que puderem, pois são trabalhadores como qualquer outro. E com a inflação em alta e corroendo o dinheiro, o aumento é indispensável.

"Tudo aumenta, IPTU aumenta, condomínio aumenta, gasolina, escola, alimentos, tudo fica mais caro e o salário do juiz não aumenta?", perguntou Lewandowski.

Publicidade
Publicidade

Segundo o ministro, para que se possa fazer um trabalho digno é preciso que o salário seja compatível com o serviço prestado. "Nosso trabalho em prol da sociedade é sério e deve ser reconhecido com um melhor salário", disse o ministro.

Evento

O evento começou nesta quinta (03) e vai até sábado (05) e contará com a presença do juiz federal Sérgio Moro e da presidente da Corte, Cármen Lúcia. Moro fará um "talk show" com o italiano Gherardo Colombo, responsável pela Operação Mãos Limpas, que aconteceu na Itália.

Eles conversarão sobre vários assuntos ligados à Lava Jato, sobre as conquistas da Operação e toda a corrupção que foi deflagrada na força-tarefa. Moro e Colombo vão dividir reflexões e comparar detalhes das Operações e todos os problemas que encontraram pelo caminho.

Na abertura da cerimônia teve um show do sambista Diogo Nogueira e no encerramento a cantora Ivete Sangalo é que vai comandar a festa.

Publicidade

Crise social

O ministro Ricardo Lewandowski também comentou, em sua palestra, que um juiz deve ser imparcial, porém não neutro. Responsável por dirigir a sessão do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o ministro ressaltou que o Brasil não "caiu" em uma crise social profunda, devido o trabalho dos magistrados.

Lewandowski revelou que sonha um dia com uma magistratura brasileira mais forte e unida, prestando sempre excelentes serviços para a sociedade brasileira. #Justiça #Lava Jato