O empresário Roberto Justus está pensando em abandonar o mundo dos negócios e entrar para o mundo da #Política. Após o sucesso do empresário e novo prefeito de São Paulo, #João Dória, que ganhou no primeiro turno as eleições em São Paulo, Justus também reiterou desejo de ser candidato à Presidência do Brasil.

Nesta segunda-feira (21), o empresário esteve com o presidente do Brasil, #Michel Temer, em um encontro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, realizado no Palácio do Planalto.

Ao sair da reunião, Justus disse aos jornalistas que antes pensava com certa estranheza em entrar na política, mas está começando a ver essa possibilidade com outros olhos.

Publicidade
Publicidade

Essa nova "onda" de empresários estarem entrando na política é seguida pelo exemplo de João Dória como prefeito em São Paulo e Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. Os dois, inclusive, já apresentaram o programa de TV Aprendiz.

Sem partido

O empresário Justus revelou que ainda não teve simpatia por nenhum partido político e muito menos é filiado em algum deles. Roberto Justus disse que teria uma grande vontade de ajudar o país e a sociedade e para isso é necessário estar mais ligado ao governo. "Só em participar desse Conselho Econômico já é muito importante para mim e não deixa de ser um passo que estou dando no rumo da política", disse o empresário.

Sobre a reunião, Justus comentou ter ficado em dúvida se um encontro com cem pessoas aproximadamente teria alguma eficiência. Mas o empresário achou interessante a ideia de dividirem a primeira plenária, falando em coisas mais macro e depois abrir espaço para os grupos de trabalhos criarem propostas.

Publicidade

"Acho que o caminho é esse".

Elogio

Roberto Justus aproveitou a entrevista para elogiar o presidente Michel Temer. De acordo com ele, Temer está sendo muito feliz em suas atitudes. O empresário também enalteceu o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, dizendo que ele está sendo muito correto em passar para todos nós os projetos que estão sendo elaborados para melhorar o país. "Estou muito esperançoso com esse governo que está há quatro meses no poder".