Na manhã desta segunda-feira (28), o procurador da República e coordenador da força tarefa da operação #Lava Jato, Deltan Dallagnol participou de um debate organizado pela Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, onde foram discutidas as dez medidas de combate à corrupção.

Dallagnol explicou que a maior preocupação é de que o projeto que será votado no Congresso Nacional exclua as medidas que evitam determinados crimes de #Corrupção. Para dar exemplo, o procurador citou o caso que ocorreu no Rio de Janeiro, o Propinoduto, que, em 2003, a condenação pelo crime aconteceu em primeira instância, mas o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) ainda mantém recursos sobre o caso.

Publicidade
Publicidade

Crimes como formação de quadrilha e corrupção simplesmente deixaram de existir, prescreveram. Dallagnol afirma que existe um grande risco de que R$ 30 milhões sejam devolvidos aos condenados.

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato aponta que vários especialistas foram ouvidos para então elaborarem as dez medidas de combate à corrupção. A procuradoria geral da República revisou todo o contexto que foi encaminhado para o Congresso, na qual ele diz: "onde dormitaram em berço esplêndido". Dallagnol lembra que o pacote das dez medidas ainda teve grande repercussão nacional, conseguindo cerca de 2 milhões de assinaturas. O procurador é enfático ao dizer que o objetivo não é fazer com que os processos se tornem nenhum tipo de "celebridade".

Lava Jato

Deltan Dallagnol afirmou que a Lava Jato sozinha não irá transformar o Brasil.

Publicidade

Ele cita a operação como mais um dos casos criminais que são apurados, fazendo referência também ao mensalão. A Lava Jato visa punir as pessoas e recuperar dinheiro desviado em atos ilícitos, Dallagnol também dá um recado para a sociedade: "Brasil tem governo forte e sociedade civil fraca", para o procurador a mudança está na forma da sociedade agir, a corrupção tem que ser vista como algo anormal, caso as pessoas olhem como algo normal, a mudança que todos buscam no Brasil nunca será conquista como todos desejam. #impunidade