Delcídio do Amaral, senador cassado da República, resolveu quebrar o silêncio e disse em entrevista à Jovem Pan nesta segunda-feira que o ex-presidente #Lula "acompanhava tudo" o que acontecia na Petrobras durante os anos que exerceu o cargo, em referência à corrupção e aos desvios de recursos na estatal que culminaram no chamado "Petrolão".

O ex-senador petista, que exerceu o cargo de líder do governo na Câmara Alta do Congresso Nacional, está sendo processado por danos morais por Lula. Delcídio será uma das testemunhas de acusação a depor nas audiências que envolvem Lula dentro do processo da Operação #Lava Jato.

"Em relação à Petrobras, é inegável.

Publicidade
Publicidade

Tradicionalmente, a Petrobras tem uma influência política muito grande. Dizer que isso começou só agora não é verdade. Da mesma forma que a corrupção e casos de caixa 2 não são privilégios do PT ou do PMDB, já existia", contou Delcídio.

Na última sexta-feira, 11, os advogados do presidente Lula decidiram entrar com um processo de danos morais sobre Delcídio do Amaral. Na alegação dos representantes do líder petista, o ex-senador mentiu "ao dizer que nosso cliente agiu para obstruir a justiça". #Delcídio Amaral