O ex-senador #Delcídio do Amaral que na semana passada foi alvo de um processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por danos morais, rompeu o silêncio e deu seu parecer sobre o assunto, em uma entrevista à rádio Jovem Pan na última segunda-feira (14). O ex-líder do Partido dos Trabalhadores se mostrou extremamente irritado com a atitude de #Lula e afirmou que Lula é sim, “pai do #Petrolão e do mensalão”.

“Lula era sim um presidente protagonista, atuante. Tinha um perfil diferente. No caso do ‘mensalão’, efetivamente as provas existentes são contundentes, tanto é que já foram reconhecidas”, afirmou Delcídio ao ser perguntado sobre o comportamento de Lula em relação aos problemas judiciais.

Publicidade
Publicidade

“Sempre ficou muito claro quem era quem nesse processo”, Delcídio também comentou que sobre o processo de recebimento de propinas da Petrobras é inegável que Lula teve influência em todo o processo e que dizer que esse processo se iniciou agora é uma mentira, porque essa corrupção já existia há muito tempo e não se tratava apenas de um privilégio do PT ou do PMDB.

Lula e Petrobras

Delcídio, que também já foi ministro de Minas e Energia entre 1994 e 1995, foi direto e claro quando citou a participação do ex-presidente petista no esquema de propinas da Petrobras. Ele afirmou que a participação do governo na estatal era ampla, e que existia uma política de estado, pois a Petrobras era uma espécie de referência no que diz respeito ao desenvolvimento e crescimento do país.

“Essa posição da Petrobras exigia um acompanhamento muito mais próximo do presidente e de seus respectivos ministros.

Publicidade

Então eu vi Lula acompanhando tudo de perto, isso é claro, eu vi bem”, reiterou o ex-senador.

Nestor Cerveró

Delcidio confirmou mais uma vez que a ordem de comprar o silêncio do ex-diretor internacional da Petrobras partiu de Lula e que ele foi o mandante do esquema articulado para oferecer dinheiro ao ex-diretor.

“Era uma grande articulação para abafar a operação que atingia o núcleo do governo”.

Outro lado

Em nota, a defesa de Lula informou que o ex-senador continua mentindo em suas declarações e que por esse motivo ele está sendo processado. E que todos os outros que mentirem para obter benefícios na justiça continuarão a ser processados.