O ex-presidente da Câmara dos Deputados e atualmente preso, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se vê numa situação bem distinta dos tempos em que dava as cartas em Brasília. Segundo a revista Época, o peemedebista se encontra preso na mesma ala que traficantes de droga em Curitiba.

A revista informa que #Eduardo Cunha está acompanhado por dois traficantes de drogas, o ex-ministro Antonio Palocci e dois funcionários da construtora Odebrecht na Superintendência da Polícia Federal.

Preocupação com esposa

Preso desde o dia 19 de outubro, uma das maiores preocupações de Eduardo Cunha é com a esposa. Segundo outra matéria da revista Época, o ex-presidente da Câmara pediu para que Claudia Cruz procurasse o Planalto para passar um recado: ele conta com o lobby e o apoio do Governo Federal para que ele possa ser solto o mais rápido possível.

Publicidade
Publicidade

Em troca, ele não entraria numa acordo de delação premiada.

Por diversas vezes Cunha já se utilizou de chantagem, principalmente quando era relevante na Câmara, para conseguir o que queria. Essa é mais uma tentativa. #Dentro da política