Depois de intimar o ex-presidente Lula e Michel Temer para prestarem seus depoimentos e serem testemunhas de Eduardo Cunha na última semana, agora foi a fez do juiz Sérgio Moro intimar, nesta terça-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e o ex-ministro de Dilma, Guido Mantega. Cunha está preso em Curitiba desde o dia 19 de outubro.

Tanto Guido como Paes resolveram prestar seus depoimentos por vídeoconferência. O ex-ministro será ouvido já nesta quarta-feira (23), às 10h, no prédio da Justiça Federal na capital paulista. Já o peemedebista será ouvido na quinta-feira (24), às 14h, também no prédio da Justiça Federal, só que no Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

Inicialmente, nenhum dos dois havia sido arrolado como testemunha de #Eduardo Cunha, porém, após duas delas serem indeferidas, a defesa do peemedebista os solicitou no último dia 12 de novembro.

Nos casos de Temer e Lula. O peemedebista irá prestar seu depoimento por escrito, enquanto o petista será ouvido no próximo dia 30 de novembro. #Dentro da política