O hospital do Rio de Janeiro, Quinta D'Or, recebeu uma visita, nesta última sexta-feira (19), dos peritos do Grupo de Apoio Técnico Especializado (Gate), do Ministério Público do Rio de Janeiro. O motivo da inesperada visita foi para avaliar o estado de saúde do ex-governador Anthony #garotinho, após suspeitas da atuação do médico.

O MPF suspeita de idoneidade do médico Marcial Raul Navarrete Uribe, o pedido partiu do #Juiz Glaucenir Silva de Oliveira. O ex-governador impediu que os médicos do MP do Rio de Janeiro o examinassem, pois seu advogado não estaria presente no momento.

O juiz revelou que o médico foi excluído do Ministério da Saúde por ter cometido crimes de impropriedade administrativa, e segundo o juiz, o cargo do médico foi conseguido por meios de indicação política, facilmente ele teria conseguido ser médico do Estado do Rio de Janeiro, sendo desnecessário sua participação em concurso público para aprovação.

Publicidade
Publicidade

Isso teria aconteceu quando Garotinho era governador do Rio.

No despacho, o juiz cita que a atuação do médico age em "desfavor da Justiça", e o magistrado lembrou que o médico teria ido ao Complexo Penitenciário de Bangu onde Garotinho foi encaminhado, Uribe até concedeu uma entrevista a favor do ex-governador que estava preso. Glaucenir cita que o processo busca a verdade dos fatos e a realidade da situação clínica do ex-governador. Por fim, o juiz enfatizou que os peritos do Gate devem fazer uma avaliação do estado de Garotinho, citando o nome dos médicos que devem analisar seu estado clínico.

Tentaram 'comprar' o juiz

O juiz Glaucenir já havia relatado que pessoas próximas a ele foram procuradas para receber propina, o objetivo era que essas pessoas influenciassem o juiz com decisões a favor de garotinho, os responsáveis por procurar terceiros foi o próprio Garotinho e o seu filho Wladimir Matheus.

Publicidade

O juiz foi o responsável por declarar a prisão do ex-governador, ele também pediu a transferência de Garotinho que estava no Hospital Souza Aguiar para a penitenciária de Gericinó. #Corrupção