Paola Saulino, uma linda atriz #italiana, que trabalha em Los Angeles, está incendiando a Internet. Tudo porque a bela morena fez uma promessa que, no mínimo, é polêmica. A italiana pode estar vivendo nos Estados Unidos da América, mas se mostra bem atenta ao que se está passando na sua Itália. Por isso, mesmo de longe, ela promete ficar bem atenta no prôximo referendo, que vai se realizar no país. A eleição acontece já no domingo, 4 de dezembro, e a italiana promete "#sexo oral" a todos os homens que votarem 'Não' no referendo que está em discussão.

Esta beldade italiana se classifica como atriz, mas não apresenta trabalhos importantes na área.

Publicidade
Publicidade

Onde ela se mostra sempre em excelente forma é nas redes sociais, onde compartilha com seus milhares seguidores, algumas fotos bem atrevidas e com pouca roupa. Sempre muito sensual, ela mostra não ter tempo para tabus. E, depois de Madonna, ter prometido o mesmo ato sexual para quem votasse Hillary Clinton, nos EUA (parece que não deu sorte, uma vez que foi Donald Trump, o vencedor), foi agora a vez desta italiana se inspirar e repetir a promessa.

Paola está contra a política do premier italiano Matteo Renzi, que pretende uma reforma do Senado, que será a maior transformação do país, desde que terminou a monarquia. Se o 'Sim' vencer nesse referendo, acaba o bicameralismo paritário na Itália e o poder das Regiões passa para o Estado. O objetivo dessa enorme mudança política será tornar o país mais eficiente.

Publicidade

Renzi está de tal forma determinado com essa mudança que falou em sair do governo, se o 'Não' vencer, a exemplo do que David Cameron fez com o Brexit, no Reino Unido. Aliás, a saída da Itália da União Europeia ganha força nesse referendo e caso o 'Não' se imponha, os novos partidos deverão lutar por essa saída.

Neste caso, o premier italiano tem uma grande rival, com essa promessa escaldante da compatriota Saulino. Em um país com mais de 60 milhões de habitantes, Paola reduziu sua promessa para somente os homens italianos (que votem 'Não' no referendo, naturalmente) e garante que "pode dar um grande presente" a cada um deles. Resta, no entanto, perceber porque razão ela está assim tão contra Matteo Renzi, o homem que, tal como ela, também estava a favor de Clinton, nas #Eleições americanas.