Nesta quinta-feira, 24, o site especializado em política, 'Diário do Poder', deu destaque a uma forte investigação feita contra o cantor Gilberto Gil, um dos nomes mais respeitados da música brasileira. De acordo com o site, Gil que já tinha sido alvo de um boato - no qual teria bancado o casamento da filha, Preta, com dinheiro da Lei Roaunet - agora estaria de fato sendo alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) a respeito da temática. Ele será alvo de questionamentos sobre a utilização dos favores envolvendo o incentivo cultural. Lembrando que Gil foi Ministro da Cultura durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade
Publicidade

Segundo a investigação, Gilberto teria captado oitocentos mil reais através da lei, mas acabou utilizando esse dinheiro em uma festa particular, que seria bancada pela Nextlel. Um dos critérios para se concorrer à chance é deixar claro que dará ampla democratização ao acesso à cultura. A empresa envolvida na festa, a Nextel, já teria confirmado que o evento era realmente feito para convidados. A benesse é vedada pelo artigo 2º da Lei Rouanet. Esses dados reveladores foram evidenciados na coluna do jornalista Cláudio Humberto.

Em entrevista ao repórter, o deputado Sóstenes Cavalcante, do Democratas do Rio de Janeiro, disse que o ex-Ministro não apenas tinha um amplo conhecimento da lei, como também a burlou. Ele ainda classificou, o que seriam atos do cantor, como gravíssimos.

Publicidade

Graças a denúncia, Gilberto será convocado a estar na CPI sobre a lei. Alem dele, outro famoso terá que se explicar, o ator José de Abreu, que teria faturado em apresentações. Ele terá que devolver quase trezentos mil reais.

A revelação ganhou grande destaque na internet. O internauta Claudio Botelho, que é funcionário público, usou o Facebook para indicar sua revolta. "Essa CPI vai ter muito trabalho para convocar muitos deles. Não é só uma cabeça, mas um conglomerado de ladrões. Isso é uma questão de fraqueza humana e vale principalmente para os políticos", disse Claudio. #Lei Roaunet #Crime