Moradores dos #Estados Unidos ficaram chocados com a publicação de uma jovem contra Michelle Obama, a jovem publicou nas redes sociais um ato de racismo contra Michelle, e deixou todos chocados com tamanha atitude.

A jovem identificada como “Pamela Ramsey Taylor” publicou um ato racista no qual dizia a seguinte frase: 'Será revigorante ter uma primeira-dama requintada, bonita, digna na Casa Branca. Estou cansada de ver uma macaca de salto'.

A atitude da jovem tomou conta das redes sociais e chocou o país, a publicação contra a primeira-dama dos Estados Unidos causou um impacto tão grande, que todos os usuários da rede social estão abalados com tamanha crueldade.

Publicidade
Publicidade

Como se não bastasse a publicação #racista da jovem, a prefeita da cidade onde Taylor vive, comentou sua publicação dizendo que ganhou o dia, o comentário foi com um ar de deboche contra a primeira-dama.

A prefeita mora na cidade de Clay, uma cidade com aproximadamente 491 pessoas, uma pequena cidade onde 98% dos habitantes são de cor branca.

Comovidos com a barbaridade da publicação, usuários das redes sociais e moradores dos Estados Unidos, criaram um abaixo-assinado no qual já contém cerca de 85 mil assinaturas, com o intuito de despedir Taylor e fazer com que a prefeita renuncie ao cargo.

Com a repercussão causada pela publicação, jornais locais foram atrás da autora da publicação, que disse que não tinha nenhuma intenção de praticar um ato racista contra a primeira dama. Já a prefeita pediu sinceras desculpas e disse que o comentário não passou de uma má interpretação dos leitores, pois ela tinha feito o comentário em comemoração a mudança ocorrida na #Casa Branca.

Taylor se sentiu obrigada a apagar a postagem pois estaria recebendo muitas criticas de todo o mundo, o caso foi reconhecido por todas as autoridades e como uma forma de punição, Taylor foi afastada do seu emprego na Corporação de Desenvolvimento do Condado de Clay.

Publicidade

Taylor ainda alega que a publicação foi uma maneira que encontrou de expressar sua opinião pessoal, e não tinha intenção de julgar ninguém pela cor da pele. #Facebook #EUA #Racismo