O presidente nacional do PMDB, e líder do governo Temer no Congresso, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), teve aberto o 8º inquérito contra si nesta quarta-feira (23). Jucá será investigado pela Operação Zelotes por supostas fraudes no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). O peemedebista já respondia outro inquérito na mesma operação, junto com o presidente do Senado, e companheiro de partido, Renan Calheiros (AL).

Romero Jucá divulgou nota à imprensa se defendendo das acusações e "nega que tenha recebido recursos para beneficiar empresas por meio de medidas provisórias", como afirma o texto.

Além de Jucá, foi autorizada investigação também contra outros três parlamentares: o senador José Pimentel (PT-CE) e os deputados Alfredo Kaefer (PSL-PR) e Jorge Côrte Real (PTB-PE).

Publicidade
Publicidade

Vale ressaltar que Jucá, além de responder a dois inquéritos na Operação Zelotes, também responde a mais dois inquéritos na Operação Lava Jato. O mesmo já havia sido gravado em uma conversa telefônica maquinando a queda de Dilma e ascensão de Temer. #Dentro da política