O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva mais uma vez voltou a estampar a capa dos principiais sites e jornais do país após entrar na #Justiça com uma ação de danos morais contra um “ex-companheiro” de partido, o ex-líder do Partido dos Trabalhadores no Senado, Delcídio do Amaral. Segundo informação do jornal “O Globo”, Lula pedirá à Justiça, (em caso de vitória no processo), uma indenização milionária que girará em torno de R$ 1,5 milhão de reais.

Os advogados de Lula acusam Delcídio de ter prestado à Polícia Federal, informações falsas sobre o ex-presidente. No depoimento, o ex-senador afirmou que Lula teria pedido a ele para que fechasse um acordo que impedisse, que o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, contasse tudo o que sabia sobre o processo de recebimento de propinas da Petrobras aos investigadores da Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade

Em seu depoimento, Delcídio afirmou que Lula, teria designado essa missão a ele, que fechasse um acordo com o ex-diretor para "comprar seu silêncio", ou seja, um acordo que impedisse o fechamento de um acordo de colaboração (delação) premiada com o MPF (Ministério Público Federal). Fato que é negado veementemente por Lula.

“É evidente que houve ofensa à imagem de Lula e que houve uma enorme repercussão na sociedade, causando um prejuízo a sua reputação e honra, não somente no Brasil, mas também no exterior”. Afirmaram os advogados nos laudos.

Indenização

De acordo com informações constantes nos laudos apresentados a Justiça. Os advogados de Lula estimaram o valor de R$ 1,5 milhão de indenização devido a disposição de Delcídio do Amaral em pagar tal quantia em forma de multa a MPF quando fez seu acordo de delação premiada.

Publicidade

Baseado nessa disposição, os advogados chegaram à conclusão, que é evidente, a capacidade de pagamento de tal quantia a Lula, em caso de se confirmar a vitória no processo de danos morais.

O valor seria suficiente para “compensar” os danos à imagem do ex-presidente e também para desestimular Delcídio a cometer novamente tal ato.

Lembrando que o processo que envolve os três, Lula, Delcídio e Nestor Cerveró tramita na Justiça federal de Brasília. #PT