As centrais sindicais são responsáveis pela organização de protestos, no que se refere aos direitos constitucionais referentes à CLT. Quando alguma proposta visa limitar ou prejudicar o trabalhador, normalmente essas instituições protestam contra tais medidas.

A PEC 241, é um dos principais motivos de críticas, ainda mais quando o assunto são os sindicatos. Essas instituições são literalmente contra quaisquer reduções de gastos, que podem afetar a população menos favorecida, em especial a classe trabalhadora.

Nesta sexta-feira (25), foram registrados vários protestos no país. O motivo dos protestos é a PEC dos gastos, e segundo informações, em mais de 13 estados houve manifestações consideravelmente notórias.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir, alguns dos principais estados onde houve protestos sindicais, refutando a proposta de emenda constitucional, que prever o corte de gastos públicos.

Estados onde houve protestos

Bahia

Na Bahia, houve protesto na reitoria da Universidade Federal da Bahia. O protesto foi realizado por estudantes, sindicalistas e professores. Houve uma passeata pacífica, sem registros de quaisquer incidentes.

Minas Gerais

Em BH, houve uma mobilização também por parte de sindicatos de categorias distintas. A concentração ocorreu às 11 horas, na Praça da Estação. De lá, o grupo se deslocou até a praça sete, onde o protesto teve fim.

Rio Grande do Sul

Nas universidades UFRGS, e PUCRS, situadas na cidade de Porto Alegre, houve manifestações bem em frente a essas instituições. Além disso, na cidade de Porto Alegre, houve ainda outras mobilizações em lugares distintos.

Publicidade

Ocorreu também, obstruções de avenidas, seguidas de queima de pneus.

São Paulo

No viaduto Santa Ifigênia, situado na capital, houve intensos protestos onde, as reivindicações basearam-se na refutação das propostas de reforma trabalhista e previdenciária.

Goiás

Houve uma passeata de 300 pessoas, que se deslocaram para o Palácio Pedro Ludovico Teixeira. Segundo informações, estudantes, professores, e manifestantes comuns, foram os responsáveis pela mobilização em Goiânia.

A polêmica PEC 241

Essa PEC gerou um fuzuê pelo fato da polêmica envolver o corte de gastos públicos, com a sociedade em geral. Houve grandes mobilizações principalmente pelo fato de haver propostas de modificações nas leis trabalhistas e previdenciárias. Além disso, outros setores também poderão sofrer cortes, se obviamente esta emenda for sancionada. #Brasil #pec 241 #Política