No #Senado Federal circulam, diariamente, cerca de 20 mil pessoas. Por isso, para a segurança de todos os parlamentares e funcionários, serão instaladas câmeras de segurança em toda a parte. O que mais surpreende é que o Senado irá gastar milhões para as instalações, sendo que, só para fazer o projeto, foram gastos R$ 5 milhões com uma única empresa contratada. Para fazer a manutenção, "trocar cabos" e novas instalações, o valor poderia ultrapassar R$ 10 milhões.

Em comparação com o Rio de Janeiro, foram instaladas quantidades parecidas de câmeras e o valor gasto foi aproximado, porém, no Rio, as instalações beneficiaram cerca de 7 milhões de habitantes que sediaram os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

A Polícia Federal abriu investigações no ano passado sobre uma empresa que presta serviços ao Senado, a Multidata.

Publicidade
Publicidade

A mesma empresa já ganhou várias licitações do Senado Federal para atuar em manutenções e instalações de câmeras no local. A PF investiga os altos valores envolvendo essa empresa e seu monopólio.

Há outro contrato que circula pelo Senado no valor de R$ 2,7 milhões, seria para dar sequência a uma manutenção a ser realizada do circuito fechado.

Presidente do Senado Federal

O presidente do Senado Federal, #Renan Calheiros (#PMDB-AL), quer gastar cerca de R$ 130 mil para maior entretenimento em sua residência oficial de presidente e em todos os gabinetes do Senado. Renan quer que todos tenham seus televisores com acesso em TV a Cabo para maior comodidade. Alguns canais já foram selecionados como o mínimo exigido para que a empresa contratada coloque no ar, entre os canais estão, TV Justiça, SporTV, SporTV 2, Multishow, TV aberta, TV Câmara, GloboNews, CNN, TV Senado, GNT e o canal Universal Channel.

Publicidade

Na casa de Calheiros haverá 7 pontos. No total, serão 157 pontos instalados nos gabinetes, Renan e os senadores poderão assistir jogos de futebol, NBA e até canais com dicas de beleza. Uma gigantesca gama de entretenimento para todos está disponível, toda essa diversão ficará na conta do erário.