O mundo da #Política tem sido frequentemente abalado com notícias tristes acerca de corrupções. De uns tempos para cá, especialmente com a criação da operação Lava Jato, da Polícia Federal, inúmeros esquemas de corrupção vêm sendo desvendados.

Desta vez, a polícia fechou o cerco para o ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio #cabral. Ontem (17), Cabral foi transferido para o Complexo Prisional de Gericinó, em Bangu. A PF realizou a prisão de Sérgio Cabral, às 6h da manhã. Antes de ser transferido para o presídio, ele ainda continuou na sede da PF por mais 11 horas, sendo conduzido ao presídio posteriormente.

Ao chegar em Bangu, alguns manifestantes já estavam aguardando a chegada de Cabral.

Publicidade
Publicidade

Houve uma pequena manifestação e comemoração acerca da prisão do mesmo. Aproximadamente 30 manifestantes estiveram no local.

Vale salientar que este presídio, em específico, é destinado para detentos com formação acadêmica de nível superior. Sérgio Cabral é formado em jornalismo pela instituição "Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro"; Cabral terá ainda de dividir a cela com mais 5 detentos.

O contexto

A operação intitulada de Operação Calicute, evidenciou um esquema de propina, onde Sérgio recebera uma espécie de "mesada" de algumas construtoras. Sobre os valores envolvidos, a Andrade Gutierrez pagava aproximadamente R$ 350 mil, mensais, já a Carioca Engenharia pagava R$ 200 mil.

Em troca, o ex-governador oferecia favores indevidos, também beneficiando tais empresas. Ou seja, era uma troca recíproca e ilegal, onde ambos beneficiavam-se indevidamente.

Publicidade

Além desse crime, Sério Cabral também é acusado de lavagem de dinheiro, além de fraudes em obras e em licitações.

Anthony Garotinho também é preso

O também ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, também é acusado de alguns crimes. Segundo informações, ele teria recebido algumas regalias indevidas, semelhantemente às que Cabral recebeu.

Na noite de ontem, Garotinho passou mal e foi transferido ao hospital pela PF. Foram feitos alguns exames e, constatadas algumas alterações cardíacas. Mesmo assim, por ordem judicial, Garotinho foi transferido para a UPA do complexo de Bangu.

Houve resistência de Anthony ao ser conduzido ao presídio. Durante a condução do mesmo, a sua filha, que estava no local, chorou muito. E a família do ex-governador, ainda questionou esta transferência, alegando que na UPA do presídio de Bangu, não dispõe de infraestrutura adequada para um atendimento de qualidade. #rj