Na manhã dessa quarta-feira (16), a #Polícia Federal deflagrou mais uma operação de busca e apreensão chamada “Operação Chequinho”. E, para a surpresa de todos, uma figura pública muito conhecida no mundo da política, principalmente, no Rio de Janeiro, o ex-governador e atual secretário de governo de Campos, Anthony Garotinho teve sua prisão decretada. Os agentes da Polícia Federal foram até o apartamento do ex-governador, situado no Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro e cumpriram o mandado de prisão.

A operação da Polícia Federal de hoje, investiga irregularidades no programa “Cheque Cidadão” que investiga a possível compra de votos nas eleições ocorridas nesse dia 02 de outubro.

Publicidade
Publicidade

A ordem de prisão foi expedida pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira.

No último dia 12, o advogado de Garotinho, Fernando Fernandes, já havia impetrado um habeas corpus tentando impedir antecipadamente, qualquer mandado de prisão temporária contra o ex-governador, porém, ao que parece, o procedimento não surtiu efeito na #Justiça.

Garotinho a partir de agora, será levado para cumprir os procedimentos legais na sede da Polícia Federal no Rio. A previsão inicial é que o ex-governador siga para Campos ainda hoje.

Maiores informações sobre a prisão de Garotinho ainda serão fornecidas pela Polícia Federal no decorrer do dia, pois de acordo com informações fornecidas pelo site do jornal “O Globo” a Polícia Federal ainda está dando andamento na operação.

Operação Chequinho

No último dia 1º de novembro, a PF já havia cumprido o mandado de prisão da ex-assessora da mulher de Garotinho, Rosinha Garotinho.

Publicidade

Além da ex-assessora, uma ex-secretária ligada a Rosinha e uma radialista foram presas no mesmo dia.

Além das pessoas citadas acima, o juiz que comanda a operação já havia expedido mandados de prisão contra os vereadores Ozéias Azeredo Martins e Miguel Ribeiro Machado (Miguelito) ambos por terem praticados crimes eleitorais como boca de urna, fornecimento de alimentação ilegal, corrupção eleitora e passiva entre outros crimes. #Crime