O ex-presidente do Uruguai, José Mujica, atuou no governo entre 2010 e 2015. Ele é considerado um homem honrado pela #esquerda latino-americana, mas agora o Congresso do Uruguai decidiu abrir investigações contra Mujica. A Câmara dos Deputados quer informações sobre uma planta de extração de gás que a empreiteira brasileira OAS construiu. Mujica é acusado de #Corrupção.

#Lula envolvido em escândalo internacional

O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, também teria se envolvido com o esquema de corrupção. Lula teria feito o papel de intermediário no esquema com a OAS. A empreiteira é umas das principais empresas a serem investigadas por corrupção pela operação Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Lula intermediou a contratação da OAS mesmo a empresa não apresentando as melhores propostas técnicas e financeiras. A empreiteira foi contratada em 2013 pela paraestatal Gas Sayago. O governo do Uruguai teve prejuízos que chegaram a US$ 65 milhões e as obras foram paralisadas em 2015.

Na época Fernando Pimentel (PT) era ministro do Desenvolvimento do governo Dilma Rousseff. Ele teria participado de uma reunião com funcionários do alto escalão do governo uruguaio para assinar a contratação da OAS. O presidente da OAS já foi condenado por corrupção no ano passado. Ele conseguia de forma ilegal "comprar" políticos e burocratas para conseguir contratos de projetos para a OAS, conjuntamente com a Petrobras.

O deputado Gonzalo Mujica, que tem o mesmo sobrenome mas não é parente do ex-presidente uruguaio, abriu a votação no Congresso argumentando que as investigações devem ocorrer, já que José Mujica não tem o que esconder.

Publicidade

A deputada Lilián Galán, do mesmo partido que o ex-presidente (Frente Ampla), avaliou que isso não passa de um "show midiático" e que o erário não teve prejuízo algum com o acontecido.

O deputado Pablo Abdala, oposicionista, disse que não há como garantir que Lula participou dos trâmites que prejudicou o Uruguai, mas existem versões que enfatizam que Lula teria intermediado o negócio com Mujica.