O governador do estado de São Paulo, #Geraldo Alckmin (PSDB), rechaçou qualquer chance de impeachment de Michel Temer. Durante evento realizado em uma escola estadual na Zona Oeste da Capita Paulista, nesta sexta-feira (2), o tucano afirmou que não tem "nenhum cabimento" levantar a hipótese de uma possível saída do peemedebista.

Ao ser questionado pela imprensa sobre a abertura de um processo de impeachment de Temer ou até a renúncia dele, Alckmin afirmou que não há nada que justifique tais medidas.

O governador de São Paulo afirmou que o País está vivendo uma grave crise financeira e um período de recessão, o que não é razão para impeachment.

Publicidade
Publicidade

Segundo afirmou, apenas a comprovação de crime de responsabilidade poderia tirar um presidente do poder.

Manobra

Sobre a possibilidade que vem se cogitando dentro do PSDB de Temer cair e uma nova eleição ser realizada para um mandato tampão, Alckmin rechaçou o nome do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que vinha sendo ventilado pela imprensa e por alguns tucanos. #Michel Temer #Dentro da política