Uma grande #homenagem aconteceu na noite de quarta-feira, 30. Milhares de pessoas lotaram o estádio Atanásio Girardot, do Atlético Nacional, na Colômbia. O clube e as autoridades colombianas fizeram os 90 minutos mais tristes, respeitosos e inesquecíveis que o futebol mundial poderia ter um dia.

Algumas autoridades, incluindo o presidente do Clube Atlético Nacional, fizeram discursos emocionados e #José Serra, ministro das relações exteriores do Brasil, estava no estádio e também discursou. O ministro, na condição de representante do Itamaraty e do Brasil, foi ao país prestar todo o apoio e facilitar o traslado dos corpos dos brasileiros para o Brasil.

Publicidade
Publicidade

Michel Temer disponibilizou dois aviões da FAB para fazer o trabalho. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, também estava no estádio. Luciano e o Presidente do Conselho Deliberativo da #Chapecoense, Plínio David de Nes Filho, também iriam viajar com a delegação na segunda-feira, 28, mas por terem compromissos em São Paulo, acabaram não viajando.

Com muitas lágrimas, pausas emocionadas e voz embargada, Serra agradeceu a solidariedade que os colombianos estão expressando ao Brasil e aos brasileiros, tornando-se grande consolo em um momento em que todos tentam compreender o incompreensível.

O ministro agradeceu aos torcedores e ao Atlético Nacional por ter oferecido o título da Copa Sul-Americana 2016 a Chapecoense, em comunicado oficial que emitiram para a Commebol, horas após o acidente.

Publicidade

Serra, representando exatamente como cada brasileiro se sentia, agradeceu todo o carinho que o país está recebendo do Atlético, da Colômbia e do mundo, de maneira que tais atitudes provam que o esporte é uma forma de expressar os melhores sentimentos humanos e de lutar pelo fim da intolerância, em busca de um mundo melhor.

Por fim, José Serra disse que gostaria de dar um abraço apertado em cada um dos que ali demonstravam tamanha solidariedade. Também afirmou que em toda a sua vida, nunca teve uma emoção tão grande. Com a voz embarcada e emocionado, Serra encerra seu discurso, onde a arquibancada, os que promoviam a homenagem e os telespectadores que acompanhavam as imagens, ao vivo, em todo o mundo, choraram junto com o ministro. Serra diz ‘Gracias Colômbia’ e cumprimenta as autoridades presentes.

As homenagens devem continuar. Se houver a última rodada do Brasileirão, algo que já havia sido solicitado o cancelamento, os clubes brasileiros querem jogar com a camisa da Chapecoense. O Atlético Nacional também jogará com a camiseta do clube catarinense no próximo sábado. Clubes de outros países pela Europa também sugeriram fazer a mesma homenagem. Em jogo pelo campeonato inglês, o Liverpool e Leeds United pararam a partida para homenagear os brasileiros de forma respeitosa e emocionante.

Abaixo segue o discurso de José Serra na noite de ontem: