Que Luiz Inácio #Lula da Silva e a família #bolsonaro são adversários ideológicos há anos, já não é novidade para ninguém, mas, nos últimos dias, as diferenças entre ambos se intensificaram, após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comparar #Jair Bolsonaro com o ditador nazista Adolf Hitler e com Benito Mussolini. Após o ocorrido, Eduardo Bolsonaro, deputado federal de São Paulo e filho de Jair Bolsonaro, defendeu seu pai através de um vídeo. O vídeo começa com um discurso do ex-presidente, onde pode-se observar o seguinte discurso:

"Eu ficava vendo aquele movimento que aconteceu a partir de junho de 2013 e eu ficava assustado, porque toda vez que se nega a política, aparece um Bolsonaro como apareceu um Hitler, como apareceu um Mussolini."

A resposta Eduardo Bolsonaro foi: "Na verdade as pessoas, elas estão se interessando mais pela política, óbvio, estão com nojo graças aos escândalos que o seu partido é responsável. É Petrus, Postalis, Petrolão, mensalão, tudo isso aí que você fala que nunca soube de nada. E falou bem, falou em Hitler, sabe qual era o partido do Hitler? Era o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, ou seja, o PT da Alemanha. E quem estudar um pouquinho de história vai ver que as políticas do Hitler eram sim socialistas, ou seja, da esquerda. O Hitler promoveu o desarmamento do seu povo, assim como você promoveu em 2003 pagando mensalão pros deputados, e passou por cima dos 59 milhões de votos que o referendo teve naquela ocasião. Ou seja, o brasileiro é contra o estatuto do desarmamento e vocês não respeitam a vontade popular.E já que você falou de fascismo, é isso que o seu governo é, um governo que quer acabar com as Polícias Militares dos estados e criar uma força nacional, assim como Chávez fez lá na Venezuela. Fascismo é colocar o Estado acima do ser humano, acima do indivíduo. É matar, por exemplo, o prefeito Celso Daniel se ele estiver atrapalhando com o esquema de corrupção que alimenta o PT. E é isso que vocês são, não respeitam as liberdades individuais. Eu acredito que um indivíduo forte é o que faz um Estado forte, e não o contrário."

"Eu fico imaginando que a negação da política não cresce a esquerda, cresce a direita, e não cresce a direita civilizada, é a direita raivosa." - Discursou o ex-presidente enquanto a plateia batia palmas, em uma continuação do primeiro trecho. Quanto à isso, Eduardo Bolsonaro replica: "É claro, senhor ex-presidente, vocês acham o que? Que vão roubar o povo e o povo vai ficar batendo palma pra vocês? Só pode estar bebendo, né? E outra coisa: Direita raivosa? Fala aí dos seus aliadinhos do MST que até poucos meses atrás, enquanto estavam mamando nas tetas do governo, não faziam nada, não falavam nada... E agora estão aí, incendiando pneu em estrada, Black Bloc virando carro de polícia, e aí vocês vão falar que nós é que somos os raivosos?"

Você pode conferir o vídeo na íntegra logo abaixo: