Após a pesquisa eleitoral divulgada na última semana, muita gente ficou se perguntando como é possível o ex-presidente Lula continuar crescendo tanto na intenção de voto, mesmo com as diversas acusações envolvendo seu nome na Lava Jato e sendo réu em 5 ações penais. #Lula abriu vantagem no primeiro turno contra Marina e Aécio Neves. Segundo o Datafolha divulgou, o petista teria 25%, Marina 15% e o tucano apenas 9%. O ex-presidente também bateria os três possíveis candidatos do PSDB (Aécio, Alckmin e Serra) em um 2º turno.

Para entender essa subida de Lula é preciso compreender inicialmente alguns pontos muito importantes.

Publicidade
Publicidade

Os argumentos que sustentam a popularidade do petista não são apenas políticos, como também jurídicos e sociais.

Entenda 4 pontos que ajudam a explicar o crescimento de Lula:

Argumento de defesa

Os advogados de defesa e o próprio ex-presidente se utilizam de uma técnica conhecida como "lawfare" - que nada mais é do que utilizar o direito como um instrumento de arma política. A defesa faz constantes acusações contra os procuradores da Lava Jato e Sérgio Moro, tentam por diversas vezes desqualificar e classificar como perseguição política o que está acontecendo no âmbito jurídico. Outro exemplo é levar até a ONU e órgãos internacionais as acusações contra Lula feitas pela Lava Jato.

Como a figura política do país mais forte, Lula transforma e vende o argumento de "perseguição", que é comprado fielmente por seus eleitores.

Publicidade

O discurso de que a Lava Jato tem como alvo o PT e esquece de outros partidos, como PMDB e PSDB, por exemplo, também ajuda a construir o discurso. Quem já tende a confiar e votar em Lula, é facilmente persuadido pela argumentação construída.

Nivelamento da Lava Jato

A Operação nivelou por baixo a "qualidade" dos partidos e políticos brasileiros, criando uma onda de que é toda uma "corja de corruptos". Anteriormente, a corrupção era vista quase que como exclusiva do PT, agora, a política em geral é mal quista. Todos estando na mesma situação, aquele que ascender na memória como uma boa lembrança ganha mais espaço. É aí que Lula entra.

Popularidade recorde

Quando Lula deixou a presidência, sua popularidade batia recordes. Engana-se quem pensa que apenas a classe menos favorecia foi beneficiada na gestão do petista. Empresários e banqueiros também lucraram enormemente com Lula no poder. Gostando ou não dele, o ex-presidente construiu uma boa imagem durante seu governo. Durante anos, o petista conseguiu montar uma base eleitoral sólida e muito ativa.

Publicidade

Questões políticas

Muita gente acreditava que o impeachment de Dilma iria resolver todos os problemas do país. A saída do PT era a solução imediata para que o Brasil voltasse a crescer e a corrupção parasse. Não foi exatamente isso que aconteceu. Com a saída do governo, o PT saiu também um pouco do centro das atenções, imergindo PSDB e PMDB ao poder. Os dois partidos também têm teto de vidro, o que mostrou para o grande público que não tem tanta diferença assim entre quem estava e quem está agora no poder.

Michel Temer também faz um grande favor a Lula. Com uma popularidade pífia e propostas indecentes, como a Reforma da Previdência do jeito que está e a PEC do teto de gostos, abre espaço que a figura de Lula seja cultuada e que parte da população sinta falta dele. #Dentro da política