No último domingo (04), milhares de pessoas foram às ruas no Brasil para pedir, entre as reivindicações, a saída do senador Renan Calheiros, do PMDB de Alagoas, da Presidência do Senado Federal. Um dia depois, o ministro do STF Marco Aurélio Mello afastou o peemedebista do cargo, em decisão liminar, argumentando que um réu não deve ocupar a linha de sucessão presidencial. No lugar, fica o senador petista Jorge Viana, do Acre.

Em seu perfil no Twitter, o deputado federal do PSOL, Ivan Valente, de São Paulo, criticou os manifestantes que pediram a cabeça de Calheiros no fim de semana e, ao se depararem com a Casa nas mãos do Partido dos Trabalhadores (PT), arrependeram-se.

Publicidade
Publicidade

“Realmente patético os que ontem pediam ‘fora, Renan’ e agora estão arrependidos. Tratar de modo seletivo a luta anticorrupção dá nisso”, disse.

Com Viana na presidência da Casa, há dúvidas se a PEC do teto será pautada ainda este ano. Valente defendeu que o acreano não dê prosseguimento e gerou comentários em seu ‘tuíte’. “Se ele tiver um quarto de culhões, veta tudo, PEC, reforma da Previdência”, disse um homem. Houve também críticas ao parlamentar; um usuário da rede o chamou de ‘tolinho’ e afirmou que ‘ninguém mais cai nos contos petistas’.

A tentativa de Renan em colocar em votação, na noite da última quarta-feira (30), o pacote sobre corrupção gerou revolta nas redes sociais; o projeto foi desfigurado, sofrendo diversas modificações em relação à proposta originalmente apresentada pelo Ministério Público, e aprovado na Câmara de Deputados na madrugada da mesma quarta.

Publicidade

Esse foi um dos motivos para que o senador, réu por peculato, fosse ‘malhado’ nas manifestações.

Ivan Valente também atacou o atual governo e lembrou a saída da ex-presidente Dilma Rousseff do Executivo. “Renan foi um dos sustentáculos do impeachment. Cunha, também. Geddel traficou, Jucá quer estancar a sangria. Caíram. Amigos de Temer. Quem falta? (...) Renan afastado, Padilha com os bens bloqueados por ‘desmatamento ilegal’, Geddel fora. Tempo tá fechando pra turma do pudim, mas falta Temer”. #ivanvalente #renancalheiros #jorgeviana