O desentendimento entre os deputados federais, #Jean Wyllys (PSOL-RJ) e #Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ocorrido no último dia 17 de abril desse ano, durante a votação do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff pode dar uma suspensão ao deputado do PSOL, de quatro meses. A recomendação da suspensão partiu do deputado Ricardo Izar (PPS-SP), que foi designado como relator do caso que analisa o comportamento dos deputados durante a votação. Na oportunidade, após se xingarem mutuamente durante a votação, Wyllys teria dado uma cusparada em Bolsonaro, atitude que foi filmada e exibida em diversos canais de televisão e na internet.

Defesa

De acordo com Ricardo Izar, Wyllys teria cometido um ato vergonhoso, inaceitável e de um “alto grau de reprovabilidade”, em sua conduta como deputado federal e representante do povo.

Publicidade
Publicidade

Como justificativa para o ato, Wyllys já apresentou defesa e teria dito que apenas reagiu aos insultos vindos de Jair Bolsonaro e de seu filho durante a votação. Segundo ele, Bolsonaro teria feito vários xingamentos homofóbicos, que teriam irritado o deputado carioca, o levando a perder a cabeça.

O advogado de defesa de Jean Wyllys argumentou que o seu cliente, agiu daquela forma, devido a grande pressão sofrida pelas ofensas do deputado Bolsonaro. Ele afirmou ao relator que, Jean Wyllys, não aguentava mais tanta provocação e ofensas, não somente ouvidas durante a votação, mas também antes e que por isso, agiu cuspindo em seu colega de #Câmara dos Deputados, durante a votação.

O companheiro de partido de Jean Wyllys, Chico Alencar, defendeu Wyllys e fez duras críticas a posição tomada por Ricardo Izar a reportagem do jornal “O Globo”.

Publicidade

Para ele, a provável pena de suspensão de quatro meses de suas funções, é uma pena absurda e exagerada. E que esse pena, realmente for aprovada, no Conselho de Ética, irá gerar manifestações e ira da população, que na ótica dele, provavelmente defenderá o deputado.

Para Chico Alencar, o Brasil está vivendo um momento estranho da sua história, em que existe uma grande onda de inversão de valores.