Desde o último dia 30, a ‘Caravana da Liberdade’ percorreu Cuba com as cinzas de Fidel Castro, morto em 25 de novembro. Na noite desse sábado (03), o cortejo fúnebre teve fim com uma cerimônia que contou com a presença dos ex-presidentes Luís Inácio Lula da Silva e #Dilma Rousseff, além de representantes de outros países, como Evo Morales e Nicolás Maduro.

#Lula lamentou a morte do principal nome da Revolução Cubana e comentou sobre a homenagem feita em seu sítio, publicada nas redes sociais. “Fazia muitos meses que eu queria vir a Cuba e ver Fidel, mas não foi possível. Quando soube da notícia, a maneira que encontrei de expressar meus pêsames foi escrever, na parede, ‘Viva Fidel’”, disse à mídia estatal cubana, como informado pelo jornal Folha de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

O petista afirmou estar triste e exaltou o ex-ditador, chamando-o de ‘o maior homem do século XX’. Dilma, que sofreu impeachment em agosto deste ano, também prestou condolências a Castro e não poupou palavras ao elogiá-lo: “Creio que ele deu muito de sua capacidade de luta, foi um grande amigo nosso. Seu exemplo será eterno para a América Latina, nesse momento de dor, principalmente para o Brasil”.

Fidel Castro chegou ao poder em 1959, quando derrotou Fulgêncio Batista, então ditador, após 25 meses de batalhas em Sierra Maestra. Desde então, aplicou na ilha seu projeto de governo, de total centralização de poder no estado. Criticado pelas violações às liberdades civis e assassinatos cometidos em nome da revolução, viu deixar Cuba cerca de 1,5 milhão de pessoas, que rumaram principalmente a Miami, nos Estados Unidos.

Publicidade

Ele morreu aos 90 anos, em Havana, e, em 2006, delegou o poder a seu irmão, Raúl Castro, por motivos de saúde. Viu dez presidentes passarem pela Casa Branca e a recente reaproximação com a nação norte-americana.

A admiração do Partido dos Trabalhadores (PT) ao regime cubano sempre foi clara. A educação e saúde no país há muitos anos é tida como exemplo para diversos partidos de esquerda. Neste domingo (04), os ex-chefes do Executivo brasileiro ainda estarão em viagem e só deverão voltar na segunda-feira. #fidelcastro