Nessa quarta-feira (30), pela primeira vez, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva teve que se apresentar ao comandante da Operação #Lava Jato, o juiz federal de 1ª instância de Curitiba, Sérgio Moro. O motivo do “encontro” entre os dois, foi a indicação do ex-presidente, como testemunha de defesa do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), no processo ao qual responde por manter contas bancárias no exterior. Durante a audiência feita por (vídeo conferência), Lula respondeu questões dos advogados de Eduardo Cunha.

Moro e os procuradores da Polícia Federal também fizeram perguntas ao petista, assim como os advogados de Eduardo Cunha.

Publicidade
Publicidade

A audiência foi rápida, iniciou-se às 17h30 e se encerrou às 18h.

Perguntas na audiência

Muitas das perguntas que foram feitas a Lula tinham a ver com as indicações e as nomeações de cargos na diretoria da Petrobras, no período em que o petista esteve à frente da presidência da República. Lula teve que explicar sobre quais eram as motivações e quais eram os procedimentos realizados para que houvesse a indicação de tais pessoas como: Jorge Zelada ex-diretor da área internacional, que já foi condenado e cumpre pena desde julho de 2015 e Nestor Cerveró, também ex-diretor, condenado desde janeiro de 2015.

Lula disse que não tinha conhecimento das indicações, pois tais pessoas eram indicadas pelos partidos que fizeram coalizão com o governo. Mas disse que acreditava que as indicações de tais pessoas foram feitas pelo PMDB.

Publicidade

Segundo ele, a única exigência que fazia para a aprovação era que a pessoa tinha que ser “tecnicamente competente” para exercer a função dentro da maior empresa estatal do país, a Petrobras.

Assista na íntegra, o depoimento de Lula a Sérgio Moro feito por videoconferência na tarde de ontem.

Em sua saída do prédio da Justiça Federal, em São Bernardo, militantes do PT entoaram o cântico “Fora Temer”. Lula saiu em silêncio, sem falar com os jornalistas.

Bumlai

O amigo de Lula, o pecuarista José Carlos Bumlai, também prestou depoimento à Justiça Federal, porém, em outro processo, contra Lula. Durante a audiência, ele se manteve calado e não quis responder as perguntas, a alegação foi a de que mantinha uma amizade com o ex-presidente. #SérgioMoro