Enfim começou a tão esperada deleção premiada de Marcelo Odebrecht. O ex-presidente da #Odebrecht começou a falar nesta segunda-feira (12) após assinar o acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. O empreiteira está preso em Curitiba desde 2015 e sua delação é a mais esperada da Operação Lava Jato. Junto com ele, mais 76 ex-executivos da empresa irão fazer a delação.

Segundo informações do G1, a fala de Odebrecht durou cerca de três horas e foi realizada em Curitiba mesmo, onde o empresário está preso desde julho do ano passado.

Marcelo foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão por ter ordenado o pagamento de duas propinas - R$ 108 milhões e US$ 35 milhões - para integrantes da Petrobras e receber benefícios.

Publicidade
Publicidade

Vale lembrar que o primeiro ex-executivo da Obebrecht já realizou sua delação e ela foi divulgada pela imprensa. Cláudio Melo Filho citou 51 políticos de 11 partidos diferentes. Entre eles, Michel Temer, que, segundo o empresário, teria pedido R$ 10 milhões a Marcelo Odebrecht como doação ao PMDB. #Dentro da política