Nesta terça-feira, 27, o presidente da República, Michel Temer, do PMDB, protagonizou uma polêmica na mídia nacional. O jornal 'O Globo', do Rio de Janeiro, publicou uma reportagem que diz que o Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar itens comestíveis para o avião do presidente. A comida, que servirá Temer e seus convidados durante o próximo ano, custará quase dois milhões de reais (R$ 1,75 milhão). Além do alto custo, especialmente em períodos de crise, os itens para o avião chamam a atenção e dão inveja até em passageiros de primeira classe. Foram encomendados, por exemplo, duzentos cafés da manhã prontos. Cada um deles custa R$ 96.

Publicidade
Publicidade

No café, apenas itens finos, queijo provolone, presunto parma, muçarela de búfala, queijo brie, dentre outros. Nomeado de 'Breakfast PR', a alimentação matinal de Michel chamou a atenção do noticiário, gerando também críticas nas redes sociais. Outro item que chamou a atenção foram as sobremesas. Michel foi bastante exigente e pediu 500 potinhos de um dos sorvetes mais caros do mercado, o americano Häagen-Dazs. Cada potinho custou R$ 15, totalizando uma compra de R$ 7.500. O presidente ainda solicitou 300 picolés sem lactose, além de 250 picolés de marcas variadas, como Tablito, Chicabon e Corneto.

A sobremesa mais cara, no entanto, foi torta de chocolate. Pelo visto, os passageiros do avião presidencial adoram esse item. Foi solicitada uma tonelada e meia da iguaria, ao custo de R$ 96 mil.

Publicidade

Michel Temer pode ser um brasileiro "formiga", daqueles que realmente adoram doce. O Palácio do Planalto também encomendou mais de cem potes de Nutella. O doce, usado no pão do café da manhã, custa R$ 34 cada pote. Outras geleias totalizam mais de 27 mil reais. Com sal, o avião terá gasto acima de mil reais. O item é mais caro, pois é específico, um sal rosa, conhecido como 'Sal do Himalaia'.

O que chamou ainda a atenção da reportagem de 'O Globo' foi o custo de um simples sanduíche de mortadela. Cada um custa cerca de R$ 16,45. Na rua, tem gente que não gasta nem R$ 1 para fazer o mesmo. #Política