Desde agora, os partidos, já discutem a #Queda de Temer e, consequentemente, sua substituição, por eleições indiretas. Ignorando os anseios do povo, se cogitam nomes para a substituição indireta, ou seja, sem o consentimento da sociedade. Entre os nomes citados, estão o do ex-presidente Fernando Henrique (PSDB), Nelson Jobim, ex-ministro da Defesa, Henrique Meirelles e o senador Antonio Anastasía (PSDB-MG).

Possível Colégio Eleitoral

Estes nomes são constantemente citados em um possível Colégio Eleitoral. O Congresso articula a interrupção do mandato de #Temer e a consequente realização de eleições indiretas. Existe um sério risco do #Governo Temer cair, em função das delações da Odebrecht, na Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

O senador Alvaro Dias (PV-PR) diz que, para isso acontecer, as delações devem ser acompanhadas de provas.

Acusações no TSE

No PSDB, alguns senadores afirmam que, o partido se desinteressará formalmente pela ação no TSE. Entretanto, Aécio Neves (MG) fez uma avaliação de que seria um desgaste sem necessidade, pois o Ministério Público assumiria a ação. Na verdade, o seu partido não recorrerá da decisão, seja qual for o resultado.

Outros partidos avaliaram como 'tempestade perfeita' para Temer ser afastado, em consequência, de quedas sucessivas de ministros sob acusações de corrupção e a economia em constante queda.

Movimentos de rua

Além de tudo isso, existem alguns movimentos de rua da esquerda que gritam claramente em suas manifestações, o 'Fora Temer'. Em contrapartida, os movimentos liberais da direita focalizam no Congresso e preservam Temer.

Publicidade

No PMDB, o nome mais citado para substituir Temer é Nelson Jobim, filiado ao partido. A simpatia por ele vem do seu bom trânsito em todos os setores da política, pois, já foi ministro dos governos PSDB e PT.

O ex-ministro tem a simpatia de políticos em dois polos, como José Serra (PSDB-SP), ministro das Relações Exteriores e também do ex-presidente Lula.

No entanto, Fernando Henrique já afirmou seu desagrado várias vezes. Meirelles está cambaleante e fraco no seu desempenho na economia e Anastasia é visto como o indicado de Aécio.

O PT já avalia que a legenda é insignificante e fraca em um Colégio Eleitoral. Só consideram a hipótese, no caso de um governo de pacificação nacional. O partido defende eleições diretas e conta com os movimentos sociais para isso.