Mesmo após a queda de popularidade, onde as pesquisas apontam que o ex-presidente seria derrotado por Marina Silva no segundo turno, mesmo tendo se tornado penta réu na última segunda-feira (19) e correndo sérios riscos de ser condenado já no primeiro semestre do ano que vem, Luis Inácio #Lula da Silva continua sendo a grande esperança do Partido dos Trabalhadores para uma possível eleição direta em 2017. De acordo com o portal UOL, o PT estaria tentando lançar Lula como candidato a presidente já no primeiro semestre de 2017. No entanto, tudo isso parece ser uma situação irreal, já que o "companheiro" já virou réu pela quinta vez esse ano. Uma possível candidatura de Lula já seria bastante complicada, pois o mesmo seria tachado como ficha suja, ou seja, se quer poderia se candidatar.

Publicidade
Publicidade

Para se ter noção do tamanho da ilusão petista, basta pesquisar os índices de impopularidade de Lula, depois de ter virado réu cinco vezes no ano, sua possível candidatura se torna algo difícil de acontecer. O ex-presidente acusa o Juiz Sérgio Moro de perseguição, no entanto, das cinco vezes que Lula virou réu, apenas duas foram por decisão de Moro, as outras três partiram do juiz Vallisney Oliveira, de Brasilia. Ou seja, mais um blefe do petista dizer que tudo que está acontecendo com ele é "perseguição".

Assim como a seleção brasileira, Lula é penta. Em julho desse ano, Lula virou réu pela primeira vez, não por decisão de Moro (que tanto o persegue), a decisão partiu do juiz Vallisney Oliveira, onde ele acusa o ex-presidente de obstruir a justiça na operação Lava-jato.

Publicidade

Em setembro, se tornou réu de novo, desta vez a decisão partiu de Moro, que o acusou de receber vantagens ilícitas da OAS na reforma do triplex. No mês seguinte, Lula viraria réu novamente, mais uma vez por decisão de Vallisney Oliveira, acusado de favorecer negócios da Odebrecht em Angola. E no último dia 16, Lula foi tetra. Mais uma vez por decisão de Vallisney Oliveira, desta vez acusado de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Nesta ocasião, seu filho também virou réu. Depois do tetra, o penta não demorou muito para chegar. E foi no último dia 19, que Luis Inácio Lula da Silva se tornou penta réu, quando o juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia de que o ex-presidente era suspeito de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em meio a tanta sujeira, fica difícil acreditar que Lula poderá se candidatar à presidência já no ano que vem. E caso venha a se candidatar, dificilmente poderá ganhar, já que sua popularidade só cai. Até mesmo no Norte do país já é perceptível uma desaprovação do PT pelo povo. Porém, o ex-presidente continua sendo a única esperança frustrada do Partido dos Trabalhadores de se reerguer, já que ano de 2016 não foi nada positivo para eles. #Lava Jato #Sergio Moro