O instituto Vox Populi, junto da Central Única dos Trabalhadores (CUT), realizou a primeira pesquisa de avaliação ao governo Temer após terem sido divulgadas informações da delação de ex-executivos da Odebrecht em que propinas envolvendo o peemedebista e diversos políticos do 1º escalão foram relatadas. A rejeição de Michel Temer bateu recorde, chegando a 55%.

Os outros dois principais institutos de pesquisa brasileiros, Ibope e Datafolha, também divulgaram a taxa de rejeição de Temer em suas pesquisas de dezembro, porém, os números foram colhidos antes da divulgação da delação. Segundo o Ibope, 46% diziam rejeitar Temer, já o Datafolha registrou 51%.

Publicidade
Publicidade

Além da rejeição de Temer, a pesquisa quis saber sobre a perspectiva os entrevistados. Segundo o Vox Populi, 55% consideram que o Brasil vai piorar ainda mais com #Michel Temer na presidência.

O Vox Populi entrevistou 2.500 pessoas durante os dias 10 a 14 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais e a taxa de confiança de 95%. A pesquisa foi realizada em 168 municípios. #Dentro da política