O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi oficialmente afastado do cargo de presidente do Senado nesta última segunda-feira (5) após decisão do ministro do STF, Marco Aurélio Mello. Um oficial de justiça do Supremo Tribunal Federal foi até a residência oficial do senador peemedebista para lhe entregar a notificação confirmando o afastamento, porém Renan se recusou a receber o documento.

Segundo informações do jornal O Globo, Calheiros teria ido até a porta para encontrar o oficial de justiça. Em uma conversa rápida, o senador teria ido ao agente que é proibido por lei receber notificações judiciais após às 18h, que foi o horário em que o oficial teria chegado em sua residência.

Publicidade
Publicidade

A informação repassada pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), líder da bancada do PMDB no Senado, é que Calheiros irá receber a notificação do afastamento nesta terça-feira (6) às 11h. Segundo Oliveira, Renan está tranquilo e recebeu a notícia normalmente.

Jorge Viana (AC), do PT, é quem vai assumir a presidência do Senado. #Renan Calheiros #Senado Federal #Dentro da política