O presidente da Câmara dos Deputado, Rodrigo Maia (DEM-RJ), questionou o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o prosseguimento do processo de #Impeachment de Michel Temer feito por um cidadão. No documento entregue ao STF, Maia pediu que o plenário do Supremo decida se a Câmara deve ou não abrir o processo de impeachment de Temer.

O ministro Marco Aurélio Mello, na semana passada, exigiu que Maia respondesse o motivo para a demora da instalação da comissão especial para analisar o impeachment de Temer. O ministro do STF já havia ordenado em abril que fosse dado prosseguimento ao processo e que a Câmara instalasse a comissão para analisar o caso.

Publicidade
Publicidade

Até o momento, a Câmara ainda não executou a ordem dada pelo STF. O argumento dado por Maia era o de que a instauração do impeachment iria causar um "elevado ônus institucional". O presidente da Câmara pediu que o plenário do STF deliberasse sobre o pedido, não apenas a ordem monocrática de um ministro.

A PGR já declarou ser contra a abertura do processo de impeachment, Ainda não há data para análise. #Rodrigo Maia #Dentro da política