Após o imbróglio envolvendo a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (#STF), Marco Aurélio Mello, solicitando o afastamento imediado de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado na segunda-feira (5), na terça-feira (6), a Mesa Diretora da Casa Legislativa resolver não acatar a ordem, a presidente do STF, Cármen Lúcia, resolveu dar urgência no caso e colocou o afastamento de Calheiros como a primeira pauta do dia na reunião desta quarta-feira (7).

O plenário do Supremo irá se reunir a partir das 14h desta quarta, e terá como primeira pauta do dia já a decisão do ministro Marco Aurélio Mello. Caso a ordem do ministro seja corroborada pelos seus pares do STF, aí sim Calheiros deverá ser afastado do cargo de fato.

Publicidade
Publicidade

Segundo uma fonte ouvida pelo G1, a presidente do STF está fazendo um esforço "descomunal" para acalmar os ânimos dos ministros. Vide as declarações na imprensa dadas por Gilmar Mendes no dia de ontem falando sobre a decisão de do ministro Mello e cogitando pedir a saída do seu par do Supremo. #Renan Calheiros #Dentro da política