O #Salário mínimo dos brasileiros foi reajustado nessa quinta-feira (29) pelo Presidente Michel Temer. Em agosto, foi proposto que o valor mudasse de R$ 880,00, valor atual, para R$ 945,80, porém Temer assinou um decreto alterando o valor para R$ 937,00.

O valor é R$ 8,80 menor que o proposto pelo governo e será publicado no Diário Oficial da União nessa sexta-feira (30), entrando em vigor no domingo (1º), segundo informações da Casa Civil.

O aumento do salário mínimo corresponde a aproximadamente 6,47% de reajuste, e deve impactar na vida de cerca de 48 milhões de pessoas no Brasil.

A queda do valor

O Ministério do Planejamento, por meio de nota, justificou a queda do valor anunciado em agosto de R$ 945,80, que, inclusive, já havia sido aprovado no Orçamento de 2017 pelo Congresso Nacional, afirmando que apenas seguiu as regras previstas na legislação vigente.

Publicidade
Publicidade

Completou observando o acumulado do ano até novembro e o incremento que o valor reajustado irá render no salário dos brasileiros. Esse último corresponderá a 0,62% do PIB, algo em torno de R$ 38,6 bilhões.

Afirmou ainda que, como a inflação ficou menor que o previsto para o ano, o valor proposto na peça orçamentária teria que sofrer o reajuste.

Aumento real do salário mínimo

Para calcular qual será o reajuste no salário mínimo, o governo considera a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes, mais a inflação do ano passado, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que está em 6,43%, segundo dados do Ministério do Planejamento.

Com esse decreto assinado por Temer, novamente o brasileiro não terá um aumento real do salário mínimo, quando o valor de reajuste é maior que o da inflação acumulada no período.

Publicidade

Reajuste nos estados

Os estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins, declararam ao portal de notícias G1 que irão adotar o valor em acordo com o da União. #Política #Economia